Rua Durvalino Couto, 1331, Jockey Club - Teresina, PI

Banner Principal do Site

Últimas Notícias

Renault e dona da Fiat devem anunciar acordo que criaria 3ª maior empresa do setor

Os grupos Renault e a Fiat Chrysler (FCA) deverão anunciar na próxima segunda-feira (27) o resultado das conversas entre os dois conglomerados para uma eventual fusão, segundo o jornal americano Wall Street Journal. Leia mais (05/26/2019 - 17h55)

Abelhas voam livres de ameaças em Cuba, e seu mel adoça a Europa

Nos montes da província de Matanzas, no oeste de Cuba, as abelham voam longe dos riscos presentes em outras partes do mundo, têm uma dieta rica em flores silvestres e produzem mel de alta qualidade --com grande demanda na Europa.

Os alarmes já estão acesos: a população de abelhas no planeta está diminuindo devido à mudança climática, à agricultura intensiva, às pragas e aos agroquímicos. Mas, na ilha, essas polinizadoras encontram um paraíso. Leia mais (05/26/2019 - 12h00)

Ford quer que robô humanoide ajude entregas com carros autônomos

É um robô sem cabeça em um carro sem motorista. Leia mais (05/26/2019 - 08h00)

Oportunidades

A desigualdade da renda do trabalho vem aumentando desde 2012. A piora tem a ver em parte com a profunda recessão que nos assola desde 2014, mas a coisa é bem mais estrutural do que conjuntural. Esse quadro demanda respostas em várias frentes. Me concentro hoje no campo das oportunidades. Leia mais (05/26/2019 - 02h43)

Descubra três razões para investir em bolsa agora

O fantasma do mês de maio, novamente, assombra os investidores de bolsa de valores neste ano. Desde 2010, o mês de maio foi o único dos doze meses que se manteve de forma invicta como sempre negativo. Se nesta semana o índice não se valorizar os 2,5%, que perde no mês, o mês de maio [...] ... Leia post completo no blog Leia mais (05/26/2019 - 02h30)

Indígena brasileiro vai a assembleia em NY para constranger investidor

O indígena brasileiro Luiz Eloy roubou a cena na reunião anual de acionistas da maior gestora de investimentos do mundo, a BlackRock, em Nova York, na última semana. Um acionista cedeu a própria cadeira a Eloy, que aproveitou a ocasião para fazer o que chama de "incidência". Leia mais (05/26/2019 - 02h30)

Após alfinetar Bolsonaro, Burger King mira Festival de Cannes

Após ousar com mensagens publicitárias provocando do concorrente McDonald?s até o presidente Bolsonaro, o Burger King agora sonha com o Festival de Criatividade de Cannes, que acontece de 17 a 21 de junho. Leia mais (05/26/2019 - 02h30)

Encarcerar bandido contumaz reduz crime; prender ladrão de galinha eleva

Reportagem publicada no caderno Cotidiano desta Folha, na sexta-feira (24), afirma que "a redução dos índices de criminalidade, em especial a queda das taxas de homicídio, não tem ligação direta com o aumento do encarceramento de pessoas nas duas últimas décadas, de acordo com especialistas".

Trata-se de afirmação muito forte. Estabelece a ausência de relação causal entre encarceramento de criminosos e redução de homicídios.

Lendo a coluna, os "especialistas" ouvidos pela reportagem não parecem se basear em estudos quantitativos e estatisticamente controlados. Parece somente que há uma crença na ineficácia do encarceramento.

O tema é complexo. Hipótese muito difícil de ser testada. Há causalidade reversa. Provavelmente, maior encarceramento reduz crime, já retorno ao tema, mas, por outro lado, os encarceramentos ocorrem com maior frequência quando o crime se eleva.

Essa é a maior dificuldade em ciência social: separar correlação de causalidade. É possível que maior encarceramento cause redução da criminalidade e que simultaneamente a evidência empírica indique correlação positiva entre ambos, isto é, que encarceramento e criminalidade caminhem juntos.

Além da complexidade empírica, fruto da causalidade reversa, há complexidade teórica, isto é, há efeitos causais nas duas direções. A literatura identifica três efeitos sobre a criminalidade ligados ao encarceramento. O efeito incapacitação, o efeito dissuasivo e o efeito sobre a reincidência (a prisão como "escola do crime"). Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

Quando está sem rumo, governo e dinheiro, país fala de parlamentarismo

Quando a elite política está perdida, ressurge a conversa de parlamentarismo, seja "branco", pingado, semidesnatado ou até integral, com mudança de fato de regime de governo.

Isso deu em nada ou jamais prestou, em 1961, 1988, 1993 ou 2016. No entanto, a pressão do presidente e do bolsonarismo contra o Congresso incita medo e revolta parlamentar, clima propício para o impasse, beco sem saída onde justamente vivem fantasmas ou fantasias como a do parlamentarismo.

Vários senadores, não apenas tucanos, planejam lançar a mudança constitucional para o governo que começa em 2022. Vários deputados, no limbo entre a falta de liderança do governo e a pressão de ruas e redes, se interessam pelo assunto. Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

'Adoraria que Paulo Guedes fosse presidente da República', diz Roberto Justus

"Eu rezo por confrontos!", diz Roberto Justus, 64. "Primeiro porque me considero preparado intelectualmente para uma conversa com essas pessoas. Segundo, porque dá audiência." Ele rebate as acusações de que a produção edita os episódios do programa "O Aprendiz", do qual é apresentador, para favorecer a sua imagem em discussões com os participantes. Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

TCU pode minar concessões de rodovias do governo

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciou um plano de concessão de mais de 14 mil km de rodovias com um edital padrão para acelerar o processo, mas o Tribunal de Contas da União (TCU) quer que cada trecho siga um rito próprio. Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

Governo muda atribuições e jogo de forças na área de infraestrutura

O governo alterou atribuições de vários órgãos responsáveis pela gestão da área de infraestrutura federal, dando nova direção ao jogo de forças nesse segmento considerado vital para a retomada do crescimento.No rearranjo, explicam especialistas, ganham força o Ministério da Infraestrutura, sob o comando de Tarcísio de Freitas, e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).Com atribuições mais definidas, cresce também o espaço do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) -especialmente no que se refere a privatizações. Entre os que perdem com as mudanças está a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

Família Batista acertou pagar R$ 1 para Bertin devolver 17% da JBS por fora

No dia em que acertaram a fusão que transformaria a JBS no gigante nacional do setor de carnes, José Batista Sobrinho e Joesley Batista, pai e filho, decolaram da sede de sua empresa, na marginal Tietê, em São Paulo, e pousaram no heliponto de um edifício na Faria Lima, quase na frente do escritório do ainda concorrente Bertin.

Estavam acompanhados do empresário Mário Celso Lopes, que atuava como interlocutor da família. A negociação enveredou pela noite, porque os irmãos Bertin queriam R$ 1 bilhão em dinheiro para vender parte de sua empresa. Joesley insistia em R$ 500 milhões. Já era quase madrugada quando fecharam por R$ 750 milhões.

O Bertin tivera o posto de maior exportador de carn e bovina do país. Era o principal candidato a campeão nacional do setor -nome dado às empresas que receberam investimentos do BNDES para se tornar líderes. Leia mais (05/26/2019 - 02h00)

Oito livros que ensinam empresário a sair por cima numa negociação

Tida como arte para fechar bons negócios, a negociação é imprescindível para o pequeno empresário, seja para firmar uma nova parceria, pechinchar com os fornecedores ou tentar condições mais favoráveis ao obter um empréstimo junto ao banco. Leia mais (05/26/2019 - 01h00)

Da Muralha ao encontro com Xi Jimping: veja como foi a visita de Mourão à China

O vice-presidente Hamilton Mourão encerrou nesta sexta-feira (24) sua visita oficial à China após encontro com o presidente chinês Xi Kinping, em Pequim. Leia mais (05/25/2019 - 22h20)